Como fazer SEO de forma white-hat

Fazendo SEO de forma white-hat

Muita gente se opõe às técnicas de black-hat, assim como não iriam entrar no brinquedo do parque se fossem maiores de 1,65, mas outras simplesmente não aceitam imposições de terceiros.

Nesse jogo de pode vs não pode, se destaca mais uma opção, a de criar links de forma “white-hat”, que é basicamente tentar entrar no brinquedo, pela frente, mas agachado, fingindo possuir menos de 1,65.
No final das contas, qualquer tentativa de criar backlinks vai contra as regras dos sites de buscas, independente do procedimento adotado.
Essa forma “white-hat” de construção de links envolve mandar emails para sites pedindo uma divulgação, comprar posts patrocinados, fazer guest posts, entre dezenas de outras formas que acabam merecendo um post exclusivo só para poder listar todas.
A parte boa do white hat, é que dificilmente você será punido por alterações no algoritmo, então, de modo geral, você pode dormir com a cabeça mais tranquila.
Demonstrativo das últimas flutuações nos rankings pelo mundo:



RankRanger é a ferramenta que recomendo para medir seus rankings.

Como rankear seu site em 2018?

Cada dia que passa, torna-se mais importante a qualidade do conteúdo no seu site.
Se um usuário está buscando “treinamento de cães”, que se é um termo com bastante buscas, e você estiver tentando rankear uma página com conteúdo ruim, dificilmente vai conseguir ficar nas posições do topo do Google.
Antigamente, isso era perfeitamente aceitável, bastava apenas direcionar vários backlinks, mesmo que de qualidade duvidosa, e o site iria subir.
Hoje o Google já sabe melhor o que o usuário busca, e o que ele gosta de ver.
Se dezenas de usuários que buscarem na web formas de treinar seus cães, caírem nesse site de má qualidade, vão acabar clicando no botão Voltar do browser, e acessar outro artigo.
Esse comportamento do usuário é suficiente para dizer ao Google: este é bom e este é ruim.
Por outro lado, mesmo que você crie um artigo de extrema qualidade, mas poste ele em um site novo ou com um domínio de pouca reputação, dificilmente vai subir para a primeira página, principalmente se for um termo com bastante concorrência ou volume alto de buscas.
É aí que entram as PBN's.
A rede de blogs gera links que mostram ao Google que seu post possui relevância suficiente para ir parar na primeira página, e posteriormente entrar na guerra pelo primeiro lugar do podium.

Entendendo o fluxo do link juice em uma PBN

Como mencionei lá atrás, PBN é uma rede de sites criadas a partir de um domínio forte que tenha sido abandonado por seu ex-dono.
Não existem PBN's criadas a partir de domínios novos, ou sem backlinks, porque a única intenção dela, é fazer uma “emenda” no cano que já existe, e manter o link juice fluindo por lá.
Pense novamente na situação do encanamento na cidade. Se uma casa se tornou inabitada, mas ninguém avisou a prefeitura, a água continua correndo por ela.
Agora suponha que ao lado exista um comércio que esteja precisando de mais água. O que ele faz? Compra a casa vizinha e puxa aquele cano de água pra casa dela.
É exatamente por isso que compramos domínio expirados, pois eles já vem com link juice correndo no encanamento. E quanto maior a casa, maior a quantidade de água que virá para nosso comércio.
Assim como comprar a casa só para ter o encanamento, comprar e manter domínios somente para receber o link juice não é barato, por isso deve ser utilizado de forma inteligente, caso contrário é mais recomendável simplesmente entrar no mercado negro e comprar água lá (no caso, o mercado de backlinks).

0 Comentários para "Como fazer SEO de forma white-hat"